DE MULHER PARA MULHER: ADVOGANDO PARA MULHERES EMPREENDEDORAS


Há quem diga que não existem diferenças entre homens e mulheres na hora de empreender. Fato é que diferenças existem merecendo foco e atenção especial.
Estudos como o Gender- GEDI, que é o único índice global que mede a atuação das mulheres empreendedoras, mostram que nós temos características próprias ao empreender e  compreender essas diferenças é dever do advogado que pretende atuar junto a empresas lideradas por mulheres.
Ao celebrar dez anos de carreira advogando e empreendendo percebo que as maiores diferenças dizem respeito a cultura onde estamos inseridas. Em qualquer evento social homens e mulheres se dividem e enquanto mulheres falam sobre filhos, família e relacionamentos os homens falam de carreira e negócios.
Ao escolhermos empreender temos o importante desafio de quebrarmos paradigmas, juntarmos forças e só assim atingimos um número maior de empreendedoras e criamos um ecossistema de negócios melhor para todos: homens e mulheres.